O 8º ENCONTRO de SINDICALISTAS, TRABALHADORAS E TRABALHADORES do PCdoB SP, ocorreu no último dia 28 de setembro na sede do sindicato dos condutores de São Paulo e reuniu cerca de 200 militantes, de 32 municípios e representação de mais de 45 categorias. O encontro foi absolutamente êxitoso e aprovou resolução que norteará nosso trabalho entre os trabalhadores no próximo período.

Confira a Resolução na íntegra:

RESOLUÇÕES

1 – Diante do novo Cenário Político que se abriu no país com a eleição da Extrema Direita, que iniciou um ofensivo ataque à Soberania Nacional, à Democracia, aos Sindicatos e aos Direitos dos trabalhadores e das trabalhadoras;

2 – Diante da necessidade de fortalecer a resistência neste novo Cenário, de defender a Organização Sindical buscando isolar e derrotar o Governo Bolsonaro, e ao mesmo tempo estruturar o Partido junto aos trabalhadores(as) da cidade e do campo, da indústria e de serviços, terceirizados e informais, dando a devida prioridade à construção do Partido;

3 – Diante do quadro de incertezas e desesperança que atinge os trabalhadores e as trabalhadoras empregados e desempregados, e diante da necessidade imperiosa de estruturar o partido nesse ambiente, os(as) sindicalistas, e militantes do PCdoB/SP que atuam em base de trabalhadores e/ou de categorias, reunidos no 8º Encontro Sindical, decidem:

1 – Na esfera Partidária

  1. a) Estudar, divulgar e aplicar as Resoluções da Reunião do Comitê Central “Um Novo Ciclo em Defesa da Democracia, do Brasil e dos Direitos do Povo”, bem como as decisões do Congresso Extraordinário do Partido realizado em Março/2019;
  2. b) Participar ativamente do processo de Conferência que está em curso no Estado, contribuindo nos debates das bases até a Plenária final, zelando pelo debate coletivo e democrático e se apresentando para compor as direções municipais;
  3. c) Constituir Organização de Base (OB) por local de trabalho, de moradia ou de empresa a partir da categoria ou sindicato que pertence;
  4. d) Filiar permanentemente trabalhadores(as) do campo e da cidade ao PCdoB, priorizando categorias e empresas estratégicas além de elevar o nível de organização e o funcionamento das frações e organizações de base já constituídas;
  5. e) Cumprir as 4 obrigações comunistas Militar, Estudar, Divulgar e Contribuir financeiramente;
  6. f) Atuar pela liberdade do ex-presidente Lula;
  7. g) Atuar em defesa da construção do Socialismo no Brasil;

2 – Na esfera Sindical

  1. a) Lutar contra o fim da Unicidade Sindical e contra a Carteira de Trabalho Verde Amarela como instrumentos de defesa dos trabalhadores, dos direitos trabalhistas e dos Sindicatos;
  2. b) Apoiar a iniciativa das Confederações Sindicais pela elaboração do anteprojeto que regulamenta o artigo 7° e 8°da Constituição Federal, que já circula no congresso nacional, além de apoiar a realização de plenárias com todas as Centrais Sindicais que defendem a Unicidade Sindical;
  3. c) Contribuir para a Unificação Sindical entre a CTB e CGTB no Estado de São Paulo;
  4. d) Intensificar o trabalho de formação entre os trabalhadores, priorizando jovens e mulheres, para contribuir com a renovação e promoção dos jovens e ampliar a participação feminina nas entidades sindicais;
  5. e) Realizar esforço de crescimento e renovação de lideranças sindicais, combatendo o corporativismo e desenvolvendo novas formas e instrumentos de luta para trabalhadores, desempregados e informais;
  6. f) Superar gargalos e transformar a influência sindical em estruturação partidária;

3 – Na esfera Eleitoral

  1. a) Apresentar os(as) melhores lutadores homens e mulheres, militantes da Frente Sindical, para comporem o Projeto Eleitoral do PCdoB nos diversos municípios nas Eleições de 2020, elegendo prioritariamente Vereadores e Vereadoras e ser a voz dos trabalhadores nas Câmaras Municipais.

São Paulo, 28 de setembro de 2019.

Leia também:

https://pcdob.org.br/noticias/confira-as-resolucoes-do-encontro-sindical-nacional-do-pcdob/